Jesus - Meu melhor amigo.

Jesus - Meu melhor amigo.

Olá,você é o visitante n°

Contador de visitas
Minha foto
Irecê, Bahia, Brazil
O que eu sinto, eu não ajo. O que ajo, não penso. O que penso, não sinto. Do que sei, sou ignorante. Do que sinto, não ignoro. Não me entendo e ajo como se me entendesse. (Clarisse Lispector)

Me envolva toda em seus braços,e eu serei o perfeito AMOR ...

Eu,por eu mesma.

Eu,por eu mesma.
Suponho que me entender não é uma questão de inteligência e sim de sentir, de entrar em contato...Ou toca, ou não toca.

terça-feira, 13 de setembro de 2011

Relação entre Escritores da liberdade e Irandé Antunes.


Para ter-se uma boa prática pedagógica é necessário ir além da gramática, deve apoiar-se em outros recursos.  Sejam, objetivos, programas de estudo e pesquisas ou escolha de atividades, considerando formas particulares para realizá-las e avaliá-las.
Uma prática eficiente deve estar fundamentada num corpo, princípios teóricos, sólidos e objetivos. Sem descartar a individualidade de cada ser.
“Bons professores, como aranha, sabem que lições, essas teias de palavras não podem ser tecidas no vazio. Elas precisam de fundamentos” [...]. (Rubem Alves, 2001:19)
Baseado nos princípios de prática pedagógica de Irandé Antunes relacionamos com o filme Escritores da Liberdade aplicação de métodos usados pela professora de inglês que fez a diferença em uma escola toda contra ela. Movida pelo amor a profissão e o respeito ao próximo, marca a vida dos seus alunos. Enxergou as particularidades da sua turma, pagou um preço para vê-los crescer, não se limitou a sala de aula, incentivou-os a leitura e a escrita, usando como artifício um diário onde poderiam contar sua própria história.
Atitudes simples e inovadas trouxeram aos alunos oportunidades de serem incluídos numa sociedade cultural que lhes proporcionassem uma educação de qualidade. Dedicou-se totalmente aos alunos tornando-se um eixo norteador que os motivava a buscarem mudanças em suas vidas.
Por fim, a educação deve ser utilizada como mecanismo de transformação individual e comunitária, onde haja interação entre professor, aluno, escola e sociedade.


UNIVERSIDADE ESTADUAL DA BAHIA CAMPUS XVI
DOCENTE – KÁTIA LEITE
DISCENTES – DÁFNE, DEISIANE, GLAUCIVONE, NELCIMARE, SOLANGE, ZULENE
DISCIPLINA- PRÁTICA PEDAGÓGICA II

Nenhum comentário:

Postar um comentário

A arte de viver é a arte de conviver.

A arte de viver é a arte de conviver.

Pesquisar este blog

Seguidores

Deficiente é...

Deficiente é aquele que não consegue modificar sua vida, aceitando as imposições de outras pessoas ou da sociedade em que vive, sem ter consciência de que é dono do seu destino.
Louco é quem não procura ser feliz com o que possui. Cego é aquele que não vê seu próximo morrer de frio, de fome, de miséria.
E só têm olhos para seus míseros problemas e pequenas dores.
Surdo é aquele que não tem tempo de ouvir um desabafo de um amigo, ou o apelo de um irmão.Pois está sempre apressado para o trabalho e quer garantir seus tostões no fim do mês.
Mudo é aquele que não consegue falar o que sente e se esconde por trás da máscara da hipocrisia.
Paralítico é quem não consegue andar na direção daqueles que precisam de sua ajuda.
Diabético é quem não consegue ser doce.
Anão é quem não sabe deixar o amor crescer.
E, finalmente, a pior das deficiências é ser miserável, pois Miseráveis são todos que não conseguem falar com Deus. A amizade é um amor que nunca morre.